Um Natal Diferente - Capítulo 5

UM NATAL DIFERENTE


CAPÍTULO 5



- Divórcio? Só porque não quero ter filhos?

- Eu cansei, cansei Luan, me diz que droga de casamento é esse? Você mal me olha nos olhos, qual foi a última vez que disse que me amava?

- Eu...

Ele não tinha nem palavras.

- Eu casei para ser feliz, queria formar uma família, mas não é o que você quer, e tudo bem, se fosse só isso, se fosse só a questão de não querer ter filhos, mas não é, sempre abri mão das minhas coisas por você, mas você nunca fez o mesmo, nesse tempo todo nunca senti que me amava de verdade, acha que não sei que vive falando para aquele seu amigo Tiago o quanto quer ser livre? Pois bem vai lá e aproveita a sua liberdade porque eu não quero mais essa vida que estamos levando, e me faz um favor não venha atrás de mim.

Ele não teve nem reação, não estava esperando por isso, mas no fundo estava feliz, conseguiu sua liberdade, e agora podia fazer o que tanto queria, curtir a vida.

Ela arrumou as malas, iria passar uns dias com a mãe e depois veria o que fazer, mas antes de sair escutou ele falando no celular.

- Você não a-cre-di-ta, eu estou solteiro! Isso mesmo vamos beber e curtir.

Sim, ela estava fazendo a escolha certa já não tinha mais dúvidas disso.

- Tchau

Ela sussurrou para ele. Por um momento ele sentiu uma pontada em seu coração, mas liberdade é liberdade e era o que ele queria.

Mais tarde ele se encontrou com Tiago em um bar, havia alguma coisa estranha, seu amigo estava diferente.

- O que foi Tiago?

- Ontem dormir com uma mulher.

- E qual é a novidade?

- Sei lá, foi diferente.

- Diferente como?

- Eu queria ficar lá com ela quando acordei.

- E por que não ficou?

- Não sirvo para ter algum tipo de relacionamento. Olha para você, passou anos sofrendo casado, não quero essa vida para mim.

- Quer saber amigo, viva a liberdade.

Os dois brindaram com suas duas latinhas de cerveja. Uma mulher muito linda sentou entre eles e disse:

- Olá meninos, tudo bem?

- Tudo sim gata, e você está bem?

Falou Tiago todo animado.

- Tudo ótimo, e melhor ainda estando aqui com vocês. Vocês estão solteiros?

- Sim.

Rapidamente respondeu Tiago, já Luan demorou um pouco para raciocinar.

- E você gato?

- Eu?

- É.

- Sim.

- Que bom, ficaria muito triste se não fosse, sabe o que é - ela chegou perto dele e sussurrou - eu gostei muito de você.

Tiago tentou conter o riso, era engraçado ver seu amigo receber uma cantada tão descarada e vê-lo ficar sem graça por isso.

- Como pude ver eu não sou o escolhido, então vou deixar vocês dois a sós e caçar uma gata por aí.

Ninguém respondeu nada, então ele se levantou e foi atrás de garotas como havia dito. Beijou uma, depois outra, e outra, até que se deu conta de uma coisa, seu amigo estava lá sozinho.

- O que houve? Por que está aqui sozinho? E aquela mulher gata que estava afim de você, cadê ela?

- Eu descobri uma coisa.

- O quê?

- Eu amo a Ana.

É parece que algumas pessoas precisam perder para dar valor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo