Um Natal Diferente - Capítulo 7


UM NATAL DIFERENTE

CAPÍTULO 7

- Não acredito que você se separou Ana.

- Eu não aguentava mais aquela vida.

- E eu aqui desesperada precisando de um homem.

- Deixa de ser besta Bruna, você tem mais é que aproveitar a sua vida de solteira.

- Mais do que aproveito?

- Não estou falando de aproveitar dessa forma que você aproveita.

- E como você quer que eu aproveito?

- Saia com as amigas, procure um trabalho, vai estudar, formar a sua própria vida, você vive aqui presa nessa casa com a mamãe, e nem aprendeu a ser independente, a viver sozinha. Você precisa crescer maninha, e na hora certa alguém vai aparecer, mas do jeito que você faz, de ficar pulando de cama em cama, nenhum homem vai te valorizar mesmo.

- Falou a sabichona, que acabou de entrar para o time das solteiras.

- Eu tentei né, não tenho culpa que os homens não prestam.

- E agora vai fazer o quê? Virar freira?

- Olha não é uma péssima ideia.

Elas riram, mas na verdade a única coisa que Ana queria fazer era chorar, só que não queria que a sua mãe a visse chorando, não queria preocupá-la.

- Que tal irmos à igreja hoje mana?

- Não é uma má ideia irmãzinha, vai que lá eu encontro um boyunção para mim né?

- Bruna você é demais hein, vamos para a igreja não é para arranjar um namorado, mas para agradecermos a Deus pela nossa vida, e pelo amor que ele tanto tem dado a nós, sem ao menos merecermos. Acho que é disso que você precisa Bruna, se tocar de que não tem amor de homem algum, que valha mais a pena do que do amor de Deus. - É mana, acho que você já pode virar freira.

Ana fez careta para a irmã, ás vezes ela conseguia ser bem chata.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo