Por que amar a saga: Jogos Vorazes?

Oi oi meus lindos e lindas, como vocês estão?
Todos muito bem? Espero que sim! haha'
O post de hoje é para finalizar a minha série de posts sobre a trilogia Jogos Vorazes!
Para quem ainda não viu, eu fiz 7 posts com resenhas dos livros e filmes, confira aqui.


Eu só tive a oportunidade de ir assistir nos cinemas o último filme da trilogia, pois quando comecei a me apaixonar pela saga todos os outros filmes já haviam sido lançados.
Eu sempre fui fã de romances bem açucarados, mas ultimamente um filme de aventura/ação/ficção científica não cai nada mal.
Jogos Vorazes tem romance? Tem, mas o foco dele não é bem esse, tanto que vemos mais cenas de ação do que cenas românticas.
Para quem ainda não leu os livros e viu os filmes aconselho à não continuar a ler esse post, pois contém spoilers.

Jogos Vorazes retrata a vida em Panem, que surgiu após o fim da América do Norte, tendo 13 distritos e a Capital.
Cada distrito fornecia algo à Capital, minério, armas, comida, uniformes, e etc, e a Capital era a cidade do luxo, todos que viviam lá tinham de tudo, mas os que moravam em distritos sofriam de fome e miséria.
Certo dia o distrito 13 se rebelou contra a Capital, afinal quem fica conformado com uma situação dessa? Você ficaria?
Mas eles perderam e o distrito 13 foi destruído. Como punição, em todos os distritos eram escolhidos dois jovens, um rapaz e uma moça para competir aos Jogos Vorazes.
Os Jogos Vorazes era uma competição anual onde 24 competidores deveriam matar uns aos outros até restar apenas um, um vencedor, e este ganhava fama e fortuna.
Agora me diz, e se isso acontecesse hoje? Acha que as coisas seriam diferentes? 
Sendo bem franca, com certeza teriam muitas pessoas insatisfeitas, mas acredito que também teriam pessoas que assistiriam, torceriam, e iriam fechar os olhos diante à uma atitude dessas
Ninguém fez nada contra essa decisão, todos tinham medo da Capital, aliás a Capital já estava preparada, sofreu atentado uma vez, mas foi vitoriosa, e tinha certeza que caso houvesse uma rebelião, venceria de novo!
Quando chegou a colheita da 74ª edição dos Jogos, Prim foi o tributo feminino sorteado do distrito 12, mas sua irmã Katnnis se ofereceu em seu lugar. Quem diria, que aquela garota que fez de tudo para a irmã não morrer um dia seria a "cara da revolução".
Uma menina simples, que lutava para alimentar a família, e que não tinha muito, pôde um dia mudar a vida das pessoas de Panem.




Isso pode nos provar que por mais que não tenhamos riquezas, temos as nossas forças para lutar com todas as garras pelos nossos direitos, e será que temos lutado?

O tributo masculino do distrito 12 é Peeta. Enquanto Katnnis tem a força e pode resolver tudo na base da pancadaria (risos), Peeta tenta resolver com palavras.
Os dois conseguem o papel de queridinhos logo de cara, primeiro, porque o estilista deles arrasaram no look, chamas, fogo, atiçou a população de Panem, e segundo, porque supostamente sentiam uma quedinha um pelo outro, ou, um tombo inteiro, mas era só supostamente mesmo viu galera? Mas, sim, teve cenas bem fofas, dela cuidando dele, beijos e mais beijos, mas, tudo não passou de uma farsa, pelo menos para Katnnis.
Katnnis mostra que tem poder logo no final do primeiro livro/filme da saga, quando nos Jogos restam apenas ela e Peeta, lembrando que os idealizados dos Jogos criaram uma nova regra onde duas pessoas podiam ganhar, desde que fossem do mesmo distrito.
É perturbador, pois àquela altura era de se imaginar que para eles os vencedores seriam Peeta e Katnnis, mas quando enfim terminou eles queriam que só um vencesse.
Cruel? Com certeza!
Primeiro eles fazem as pessoas amarem, e depois querem essa coisa trágica?
Porém nenhum dos dois tributos estavam afim de matar um ao outro, será que seria um caso de Romeu e Julieta? *--*
Mas Katnnis teve uma ideia, eles precisavam de um vencedor, e se não houvesse nenhum? E se ambos se suicidassem?
Ótima estratégia Kat, sou sua fã. ó/
Katnnis e Peeta ameaçaram comer amoras envenenadas, mas quando estavam prestes a fazer isso, foram anunciados vencedores dos Jogos Vorazes.
E assim terminou o primeiro livro/filme, arrebatador, amei, sensacional, sim, queria mais, com certeza.
Sabe quem não ficou feliz? O presidente Snow.



O presidente precisava fazer algo enquanto era tempo, Katnnis não podia fazer com que as pessoas optassem por uma rebelião contra a Capital, e por isso foi ameaçar Katnnis, ela deveria mostrar as pessoas que seu ato foi de amor, e que amava muito Peeta, além de jamais demonstrar qualquer índice de rebelião. Mas cá para nós Katnnis não era lá uma pessoa que deveria ser mandada, seus atos a entregavam, e por mais que ela tentasse fazer o contrário, as coisas não a favoreceram.
No ano seguinte foi a 75ª edição dos Jogos, e a cada 25 anos era comemorado o Massacre Quaternário, cujo Jogos haviam surpresas e eram ainda piores, se é que tem como né!
Uma das surpresas da 75ª edição dos Jogos era que os tributos sorteados seriam a partir dos vencedores vivos de cada distrito. É presidente Snow tu foi bem esperto, que golpe baixo!
Katnnis não tinha nem para onde correr, já que era o único tributo feminino vivo no distrito 12, mas Peeta tinha, pois concorria com Haymitch.
E quem disse que o boy quis deixar a crush lutando sozinha? E lá foi ele mais uma vez competir os Jogos com a amada.
Katnnis não era boa com sentimentos, não sabia se amava Peeta, e para completar ficou confusa em relação a Gale, seu melhor amigo, cujo também era apaixonado por ela.
Kat não perde tempo amiga, dois boys lindos desses não se acha em qualquer lugar viu. rs'
Isso é mais ou menos o que acontece no segundo livro/filme, e novamente, terminou muito bem.


Verdade seja dita, né amigo Haymitch? Nos Jogos não há vencedores e sim sobreviventes, vemos isso no livro/filme Em Chamas, quando alguns vencedores são jogados novamente na arena. E que a sorte esteja ao seu favor. Mas que sorte? Não podemos chamar de sorte uma coisa que significa a sua morte!
Porém, nesses Jogos algo diferente acontece, alguns fazem de tudo para manter Peeta e Kat a salvo, o que a garota em chamas acha bem estranho.
No fim, Kat acaba com os Jogos causando como da última vez. Ela lança uma flecha bem em direção a um raio, acabando com o campo de força.
Após isso ela é recuperada pelos rebeldes do distrito 13, pois é, o distrito 13 não acabou, apenas estavam esperando a oportunidade certa para aparecer.
Katnnis agora deveria ser a garota da revolução, mas muita coisa havia acontecido, e Peeta estava nas mãos do presidente Snow.
Ela ainda não sabia o que sentia, mas vamos vendo que aos pouco ela vai descobrindo.
Peeta enfim é capturado pelos rebeldes, só que quando ele estava na Capital foi torturado e fizeram uma experiência nada legal com ele, e agora ele acha que Kat é um monstro.
O que eu fiquei mais chateada foi como ela não se importou tanto com ele, ficou até brava, mas ele sofreu algumas torturas né gata? dá um desconto ai para o boy.
Outra decepção é que achamos que Kat vai a luta, mas não, ela vai fazer alguns tipos de propaganda, na verdade, até ela se decepcionou, mas sim, tem umas cenas bem legais de ação, e o nosso lindo e queridinho Finnick (um dos vencedores dos Jogos) morre, mas produção, como assim tu me mata o Finnick, tá de zoação com a minha cara?
E não, essa não é única morte indesejável. Nossa querida Prim também morre, mas o quê?
Sim, você leu direito! Achei uma sacanagem.
Mas a morte dela nos mostrou algo. Que o poder sempre fala mais alto. E a morte dela foi graças a cobra venenosa da Coin. Coin que era a alma do distrito 13, que fazia parte da revolução, e que ainda tem a cara de pau de depois de tudo ganho, querer fazer um Jogo com os tributos da Capital, é uma vaca mesmo né?
Como que a mulher que lutou em prol de igualdade e da paz me faz uma coisa dessas?
Mas sabe quem arrasou? Kat mais uma vez. Kat eu já disse que sou sua fã?
E com quem ela termina? É claro que com o lindo do Peeta, quem mais seria? Os dois são fofos, os dois são tudo!!!




O final é feliz, em parte, porque ao mesmo tempo achei que ficou um drama no ar, mas também quem espera que depois dela lutar tanto pela irmã, fosse perdê-la?

Enfim, é notório, Jogos Vorazes É TUDOOOO!
Não tem como não amar, a história é linda, é bem contada, tem romance, tem muita ação, e apesar de terminar triste, termina de uma forma linda, e também nos deixa uma grande reflexão.
Temos que lutar pelos nossos direitos, não dá para fechar os olhos diante das misérias que muitos passam, não dá para fechar nossos olhos com entretenimento, que nada mais são programas que nos fazem nos desligar da realidade.
O mundo não está exatamente como Panem, mas não está longe de ser igual um dia.
O nosso fim não pode ser trágico, não devemos matar uns aos outros por ganância, mas devemos, ajudar uns aos outros por amor.

Meus lindos, sei que o texto ficou bem grande, mas espero que gostem do meu resumão, e um pouco do meu ponto de vista em relação a história, além disso, estou trazendo para vocês um vídeo do dia que fui assistir o último filme, fui com uma amiga minha e foi muito legal, confira!



2 comentários:

  1. oi, oi.

    pela série de posts que tu fez, tenha certeza que a gente entendeu o motivo de amar tanto. a história realmente é muito envolvente e interessante. aos poucos to vendo os filmes e adorando. <3 em breve quero comprar os livros.

    aguardando aqui ansiosamente por mais uma série que tua ama. compartilhe mesmo com a gente. :)

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhuuuuuuuuuuuul, sabia que você ia adorar. ♥
      Quero vê resenhas lá no seu blog também hein hehe
      Bjs

      Excluir

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo