Um natal diferente - Dois anos depois - Capítulo 24





UM NATAL DIFERENTE - DOIS ANOS DEPOIS 


CAPÍTULO 24



Trilha sonora: Mistletoe - Justin Bieber


Natal... 


É natal, toda a cidade está iluminada com pisca-pisca e enfeites de natal, crianças correm em volta da casa esperando a chegada do bom velhinho, famílias se reúnem para contar os últimos acontecimentos, rir de bobagens, e falar do que aconteceu de bom no ano, o clima é delicioso, parece que dá até para sentir o cheirinho de amor no ar, um amor compartilhado entre amigos e familiares, a esperança de um dia tranquilo e amoroso, nada pode acontecer de ruim nesse dia, é bom nem falar palavras negativas. Natal é um dia sagrado, um dia de amor, mas, nem tudo é assim, talvez nas nossas cabeças seja assim, queremos que seja perfeito, entretanto a vida real é de outro modo, e nem tudo é alegria, mas, não podemos negar, que o natal parece ser o dia reservado somente para coisas boas, aliás, natal podia ser todo dia. 

- Gustavo, pelo amor de Deus, corre, está doendo muitoooooooooooooooooooo, aiiiiiiiiiiiiiii, meu Deus eu não vou aguentar. 

- Calma amor, estou pegando a bolsa e já vamos para o hospital. 

- Não – me – manda – ficar – calma. 

- Eu não sei o que fazer. 

- Me leva para o hospital AGORA. 

Rapidamente Gustavo pegou a bolsa que tinha as roupas do filho e da esposa colocou no carro, ajudou Laura a entrar no veículo e foi direto para o hospital. Duas horas depois ele pode ouvir o choro do bebê. 

- Ele é lindo. 

Gustavo disse emocionado com a chegada do filho. 

- Puxou você amor. 

Disse Laura em meio a alegria. 

O casal não podia receber um presente melhor senão a chegada do filho, eles estavam felizes porque a família estava aumentando. 


Enquanto isso na casa de Ana e Luan, Bruna, Tiago, Carla, Lara – Carla havia adotado Lara, a garota que tentou se suicidar na véspera de natal - e os pais de Tiago estavam reunidos para o almoço em família. 

- Maninha essa sua comida é tudo de bom. 

- O mérito também é seu, você me ajudou a preparar. 

- Mas tudo eu aprendi com você. 

- Quero interromper esse momento para fazer um brinde. 

Disse Tiago todo entusiasmado. Todos pararam o que estavam fazendo e olharam em sua direção. 

- Quero primeiramente agradecer a Deus por podermos estar aqui juntos, nos reunindo, curtindo esse natal em família, infelizmente nossa pequena Lara não está aqui, mas tenho certeza que ela está lá no céu olhando por nós, e feliz por estarmos reunidos, agradecendo a Deus, e lembrando dela, que foi e sempre será especial em nossas vidas – ele parou para enxugar uma lágrima – agradeço a você Ana por ter aberto as portas para que a minha família estivesse aqui reunida, compartilhando esse momento. Agradeço também a Deus por colocar outra Lara em nossas vidas, Lara seja bem-vinda a família, saiba que é amada por todos nós – ela sorriu e agradeceu pelo gesto do novo irmão. - Bruna – ele disse empolgado, e com o coração a mil, ela olhou para ele sorridente – Deus foi muito generoso comigo ao colocá-la em minha vida, nunca imaginei que eu merecia tamanho amor, e uma pessoa tão maravilhosa em minha vida, Deus me deu você, essa mulher excepcional, que eu quero ter sempre em minha vida, e de uma coisa eu tenho certeza, quero você sempre ao meu lado – ele pegou uma caixinha de joia, ajoelhou na frente dela – e é por querer você sempre ao meu lado que eu te pergunto: você quer casar comigo? 

- Sim, é claro que sim, será sempre sim. 

Ele levantou, e ela o abraçou. 

- Eu te amo. 

Ele sussurrou. 

- Também te amo. 

Todos brindaram, comemoraram, e parabenizaram pelo noivado deles. 

Ana bateu uma colher na taça para chamar a atenção de todos. 

- Também quero falar uma coisa. 

Todos olharam curiosos. 

- Só tenho a agradecer a presença de cada um, é maravilhoso compartilhar esse momento com vocês, e, tenho uma notícia muito boa para contar para vocês, EU ESTOU GRÁVIDA. 

- AI-MEU-DEUS-VOU-SER-TITIA 

Bruna gritou. Luan olhou para a esposa e sussurrou “é sério? ”, ela afirmou com a cabeça e ele foi beija-la todo contente. 

Todos comemoraram pelas vitórias, e pelo momento maravilhoso em família. 

Pedro não estava tão feliz com o natal, sentia falta da filha, da família reunida, sentia falta da esposa, mas agora tudo que ele tinha era Joana. 

- O que achou do almoço amor? 

- Está bom. 

- Você está estranho, mal fala. 

- Estou cansado, vou dormir um pouco. 

- Vou com você. 

- Quero ficar sozinho. 

Desde a morte da filha Joana sentiu que o amante mudou, mas ela achava que não era só pela partida de Lara que ele estava assim, ela achava que ele sentia falta da família, inclusive de Carla, e na verdade ela não estava errada.









Trilha Sonora:







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo