Um natal diferente - Dois anos depois - Capítulo 6




UM NATAL DIFERENTE - DOIS ANOS DEPOIS 
   

CAPÍTULO 6


Trilha sonora: Too Good At Goodbyes - Sam Smith

18 dias para o natal...



É certo que estamos em constantes mudanças, mudamos, seja na nossa forma de falar, de vestir, na nossa forma física, entre outras coisas, mas há coisas que nunca mudam. 

Pedro estava na sala dele trancado com Joana, a sua secretária. 

 - Você é muito lindo sabia?

Ela dizia em meio aos beijos trocados. 

 - Linda é você meu amor. 

 - Quando vai largar a sua esposa para ficar só comigo?

 - Não é tão fácil assim princesa, você sabe que a minha filha está doente, não posso fazer isso com ela. 

 - Amor não aguento mais termos que ficar juntinhos as escondidas, eu morro de amores por você, e cada vez que vejo a Carla aqui te beijando me deixa muito enciumada. 

 - Eu gosto de ver você enciumada, gosto de saber que me deseja. 

 - Você não tem noção do quanto. 

 - Preciso que pega umas papeladas lá no RH, e depois volte aqui para acabarmos o que começamos. 

 - Você manda e eu obedeço. 

Joana foi fazer o que o patrão pediu, enquanto isso Pedro atendeu uma ligação. 

 - Oi filho. 

 - Oi pai, gostaria de saber se posso ter uma folga amanhã, preciso resolver algumas coisas pessoais o mais rápido possível. 

 - Tudo bem, desde que cumpra com as suas obrigações. 

 - Pode deixar. Tchau. 

 - Tchau. 

Desde o natal de 2015 as coisas haviam mudado para Pedro, ele havia se entendido com o filho, e agora Tiago trabalhava na empresa, e ele gostava muito dos serviços do filho, porque Tiago era muito competente, e havia conseguido mais clientes para a empresa. Pedro também havia recuperado a confiança da esposa, o que era muito importante, apesar de não amar mais Carla, precisava manter as aparências, até porque todo o negócio dele estava envolvido na herança dos pais dela. Mas, apesar da falta de amor, depois daquele natal uma chama foi reacendida no casamento deles, até a intimidade estava melhor, mas ter Joana nos braços dele, era ainda mais incrível, só que ele não podia assumi-la, entretanto ainda podia desfrutar desse prazer, desde que fosse bem cuidadoso, e mantivesse a amante em segredo. 

Alguém bateu na porta. 

 - Oi amor. 

Ela disse em um tom de sedução, e fechou a porta, desfilando ao encontro dele. 

 - Nossa Joana, você me deixa doido. 

 - Calma aí bebê, você não viu nada ainda. 

Ela colocou os papeis na escrivaninha, e sentou na mesa, bem de frente a ele. Rapidamente ele levantou da cadeira, e a puxou para mais perto dele. 

 - Está sedento de mim?

Sussurrou ela.

 - Não sabe o quanto. 

Ele a beijou, um beijo ardente, e provocante, e foi justo nessa hora que ele ouviu a porta sendo aberta.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi 2015-2019 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo