Eu gosto tanto de você, que até prefiro esconder...




Sempre gostei de histórias de amor, até mesmo as mais difíceis, pois no fim sempre dá certo, e os apaixonados terminam juntos. Isso é, nos contos de fadas, nos livros, e nos filmes. A vida real? Bem, a vida real é diferente! O que parecia ser a coisa mais simples, ás vezes se torna um quebra cabeça quase impossível de terminar de montar.
Certa vez vivenciei uma quase linda história de amor, e na minha cabeça tinha tudo para terminar bem. Era uma daquelas histórias difíceis, eu lutava tanto para que desse certo, mas foi um verdadeiro desastre. Um amor que não foi reciproco, e quem é que aguenta amar sozinho?
É uma daquelas histórias que ninguém gosta de contar, mas é um lembrete para que eu não cometa mais esse erro.
Só que bem, aí é que tá né, mesmo a gente se decepcionando tanto, em determinado momento nos pegamos quase na mesma situação de novo.
Eu tinha tudo sobre controle, a verdade é que eu andava tão ocupada que nem parava para pensar nisso. Mas aí, conheci você, que me fez perder o controle, que me fez voltar a sentir.
É tão bom quando a gente se apaixona, o sorriso bobo, o frio na barriga, a vontade de vê-lo em todo lugar, querer conversar o tempo todo, as palavras que não saem da cabeça, a curiosidade em saber no que vai dar.
Não sou boa com sentimentos, definitivamente, não sou boa. Tenho dificuldade em expressar algumas coisas, ás vezes prefiro fugir, pois parece ser mais fácil, e isso acaba tornando as coisas bem mais difíceis, ás vezes até me pergunto: será que encontrarei um louco disposto a lutar por mim mesmo me conhecendo tanto assim? Rsrs’
Confesso que depois de um tempo eu me toquei do que estava começando a sentir, e isso me assustava, como assustava, porque eu já havia criado expectativas uma vez, e havia me frustrado, não queria lidar com isso de novo. Pensei em me afastar, essa seria uma boa escolha, seria mais fácil, mas estava começando a ser uma escolha difícil também. Há tanto tempo não tinha esses sentimentos, não tinha alguém para contar as coisas mais bobas do meu dia.
Eu orei, pedi a Deus para aquietar o meu coração, para me dar uma direção, pedi que Ele não permitisse que eu me magoasse de novo.
Porém toda vez que eu te vejo, sinto meu coração se encher de esperanças, crio expectativas, quando me permito demonstrar um pouco do que sinto me vejo enfraquecida.
Porque a verdade é que eu gosto de você, gosto da sua presença, gosto de conversar com você. Gosto das nossas doideiras. Você tem seus defeitos, e eu tenho os meus, que, aliás, não são poucos. Talvez eu pudesse te dizer tudo isso abertamente, e saber a real, se sou correspondida, ou não, mas e o medo?
Minha maior fraqueza é me permitir sofrer de novo. É por isso que prefiro esconder. Morro de medo de sofrer outra vez. De amar e não ser correspondida. De permitir entregar uma parte do meu coração a você, e não saber o que fará. Tenho medo que veja minhas fraquezas, que veja o quanto posso gostar de você.
Oro para que seja feita a vontade de Deus na nossa vida. E se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer...
Eu gosto tanto de você, que até prefiro esconder.



 Dica de Música: 



Oi oi meus lindos e lindas, o desafio do mês de agosto é: Eu gosto tanto de você, que até prefiro esconder.
Lembrando que esse desafio faz parte do Projeto: Escrevendo Sem Medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado de visitar o blog, não deixe de comentar a sua experiência aqui.
Beijos, e volte mais vezes, será sempre bem vindo (a).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Jayhana De Nardi - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo